User Tools

Site Tools


seminar2012:o_poder_computacional_das_correlacoes

O poder computacional das correlações

Data: Sexta-Feira 03/07/2015, Sala A5-01, 11 am.

Palestrante: André Oestereich (UFF)

Título: O Poder Computacional das Correlações

Resumo: Correlações têm um poder computacional intrínseco que é explorado pelo modelo de computação quântica baseada em medidas. Anders e Browne [1] criaram um modelo para explicitar este poder computacional. Nesse modelo, um computador clássico limitado a computações de paridade tem acesso a resultados de medidas, possivelmente correlacionadas, sobre certo número de caixas pretas com correlações arbitrárias (mas que não permitem sinalização superluminal). Eles mostraram que medições sobre um estado GHZ tripartido servem como recurso para que o computador de paridade realize computação clássica universal. Usando o esquema clássico de correção de erros descrito por Hajek e Weller [2], mostramos que uma faixa de correlações quânticas de sistemas bipartidos também são suficientes para permitir que o computador de paridade faça computação clássica universal.
Referências:

[1] J. Anders, D. E. Browne, “Computational power of correlations”. Phys. Rev. Lett. 102, 050502 (2009).
[2] B. Hajek and T. Weller, “On the maximum tolerable noise for reliable computation by formulas,” IEEE Trans. Inform. Theory 37 (2), 388–391 (1991).

~~LINKBACK~~ ~~DISCUSSION~~

seminar2012/o_poder_computacional_das_correlacoes.txt · Last modified: 2018/11/09 18:42 (external edit)